Ferramenta desenvolvida pela empresa Opentech permitiu a conexão do rastreador do veículo ao software de gestão e resolveu o problema dos atrasos 

Por Cintia Salomão Castro

A pandemia acelerou o crescimento do e-commerce em um ritmo jamais visto anteriormente. Entre abril e setembro de 2020, o Brasil ganhou mais de 150 mil lojas virtuais. Esse salto levou junto toda uma cadeia de negócios, exigindo soluções logísticas sofisticadas e em curtíssimo prazo. Grandes marcas do varejo viram-se diante da explosão da demanda durante a pandemia, em 2020, e os atrasos foram inevitáveis para quem não se preparou. Houve um aumento expressivo de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor e mesmo processos judiciais em decorrência da morosidade nas entregas.

DESAFIO 

A dependência de informações off-line era limitante para a gestão do e-commerce. O monitoramento preciso dos veículos que transportam as mercadorias constitui um passo necessário para superar o desafio de realizar as entregas no prazo.

Empresas de logística, como a Opentech, permitiram que nomes importantes do varejo internacional, como a C&A, com 175 anos de história, superassem esse desafio de entregar os produtos dentro de seus prazos em um vasto território, como o brasileiro. A rede de lojas, cuja frota é 100% terceirizada, não contava com nenhuma plataforma ou software de gestão logística. Na época, o controle era feito no ERP com input via integrações off-line da transportadora.

SOLUÇÃO 

A C&A buscava um software para ter visibilidade on-line dos veículos em trânsito e poder atuar de maneira proativa durante o percurso, sobre qualquer evento, a fim de garantir que a mercadoria estivesse nas lojas e/ou no shopping na data e horário combinados, relembra o CEO da Opentech, Diego Gonçalves.

“Sem o nosso software, a C&A dependia de informação off-line da transportadora, que vinha somente após o problema de atraso já ter ocorrido”, comenta à Case o empresário, que é formado em gestão logística.

Para garantir soluções adequadas, a empresa desenvolveu um novo modelo de gestão baseado em quatro grandes pilares: Planejamento, Controle, Operação e Central de Compras de Indiretos (CCI).

“Sem o nosso software, a C&A dependia de informação off-line da transportadora, que vinha somente após o problema de atraso já ter ocorrido”

Diego Gonçalves, CEO da Opentech

A cadeia de lojas de origem holandesa usou o Open SIL (Sistema Integrado de Logística da Opentech) em três diferentes módulos: Controle de Coleta, Controle de Entrega e Gestão de Retorno. O sistema garantiu o atingimento da meta (On Time Delivery) a partir da criação de três indicadores de medição e acompanhamento: CHC – Cumprimento de horário de carregamento; LTA – Cumprimento do lead time acordado de viagem; e CJE – Cumprimento das janelas de entrega.

Na prática, a ferramenta da Opentech permitiu a conexão do rastreador do veículo ao software de gestão. O resultado é que, de minuto a minuto, a C&A passou a ter o tracking das notas que estão no veículo e a saber se havia qualquer parada estendida na viagem e que pudesse atrasar a chegada do veículo. A Torre de Controle interage com o motorista do veículo e possibilita a fluidez ao reunir informações precisas sobre o percurso.

Hoje, a Opentech possui três mil clientes em todo o território nacional, sendo que muitos também operam no Mercosul. Os segmentos são variados, mas a empresa lidera no segmento da chamada Linha Branca, com clientes como a Whirlpool e a Electrolux.

RESULTADOS 

– Com o uso da ferramenta da Opentech, a performance da operação atual da C&A é de 99% das entregas no prazo.

– A ferramenta permitiu a centralização da informação em uma única plataforma; ou seja, a informação passou a ser acessível em um único clique. Antes, as informações para a tomada de decisão logística eram obtidas após várias horas em busca do motorista.